• Lampião a Gás

No limite


O grito que não foi dado, te torna mais forte ou mais envenenado?


Vencer os teus próprios limites, rasgar-se por dentro, comendo o que sobrou de você mesmo pra manter intactas as tuas partes esburacadas!


O eterno remendo. O tempo que não pára e o desespero da linha de chegada, quando quase faltam forças para buscá-la!


As provações. É assim que chamam? As privações. Os desafios e o eterno cansaço acompanhado pela falta de sono.


'O que será do dia?'- Se pensa de noite! E o viver, sem viver, na ansiedade de viver! Fadiga, tentativas, tombos, machucados e o eterno ato de se levantar. Simplesmente porque precisa. Porque tem que ser. Porque tem motivos para viver.


É... Você vai se convencendo, se enraivecendo, se terapeutiando... Você tem que ficar em pé! Aí, no espelho, o animal machucado e escaldado no qual você se torna, ri. Ele ri porque apesar de estar sangrando e dolorido, Ele está vivo.


De repente, bate uma força anestésica e tudo começa outra vez. O riso, o choro, os tombos e o levantar-se. Quando nada te surpreende, você não fica com medo. Cria o monstro e simplesmente vai!


Guerra? A guerra começa em casa. Ela nunca termina. Não sonhe com utopias. A espada existe. E ela está em suas mãos. Basta que decida quais muros derrubar!


Quem é você e o que você quer? Quanto você quer? O que seria capaz de exigir de si mesmo pra isso? '- Pergunta o diabo do Destino alucinado, que decide sua sorte num ato de loucura.


É a vida! O despertar pode ser mais profundo do que pensa! Mesmo quando ele é raso e te faz sofrer um pouco mais!

O caminho Largo ou o estreito? Os dois levam ao mesmo lugar. Mas, para ser correto no momento em que se está com a cabeça enfiada na terra, encarando teus próprios bichos e larvas, precisa ter pulso, precisa ser foda!"


Por Anguelikí Vijaya - Em 05/06/2019

As opiniões expressas nesse site são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião de seus editores.

​© 2020 por JP Carvalho - JPGraphix para Lampião a Gás - Todos os direitos reservados.

Endereço para correspondência: Rua Sebastião Gonçalves, 41 - Imirim - São Paulo - SP - CEP: 02466-123