• Lampião a Gás

Paulo Bortoto, fazer acontecer!


O mundo não estava preparado para uma parada tão abrupta de atividades voltadas à arte musical. sem shows e aglomerações. Mas muitos não se conformaram e buscaram novas alternativas e com isso estão usando os meios de comunicação on-line para reativar eventos com toda segurança e pela internet. Nosso entrevistado foi um desses. Paulo Bortoto enxergou a possibilidade de juntar bandas em um evento on-line e promover o seu Metal no Vale e mostra a força do Heavy Metal na região.

Lampião a Gás: Paulo, para começar fale-nos um pouco sobre você e de como surgiu o desejo de ouvir Rock e Heavy Metal.

Paulo Bortoto: Nasci em 1968 e sempre me lembro de meu pai sempre escutando em toca discos os Beatles, a partir daí meus ouvidos já estavam preparados para o que eu iria curtir mais para a frente. Depois que ouvi Queen e AC/DC fodeu tudo (risos). Queen para mim é a melhor banda.

LAG: O vale do Paraíba sempre foi uma fonte abundante de bandas com grandes nomes e até reconhecidos internacionalmente. Houve algum momento em que essa cena se enfraqueceu, mesmo sem nunca perder seu valor?

Paulo: É realmente o Vale do Paraíba é rico em bandas conhecidas no Brasil e internacionalmente. A cena aqui no Vale do Paraíba e no Brasil todo, nunca perdeu o seu valor. O que falta, na minha opinião, são produtores e empresários que invistam mais nas bandas nacionais, no cenário nacional, em shows, é isso que falta, não só no Vale do Paraíba, mas no Brasil inteiro.

LAG: Como você enveredou para os eventos undergrounds?

Paulo: Eu comecei a trabalhar com a banda Lair Symphony de Guarulhos como produtor de shows, pois sempre gostei muito de teatro e comecei a trabalhar com eles na parte de produção de palco. A partir daí me apaixonei pelo Backstage e pensei porque não fazer um festival na região do Vale, já que poucos aconteciam e ainda hoje é assim, uma pena.

Daí nós fizemos o primeiro Cachoeira Rockfest, na cidade de Cachoeira Paulista e fundamos a Metal no Vale, produtora de shows e um apoio a mais na cena Rock. O festival foi bem-sucedido, bem aceito por todos, e com isso aconteceram mais cinco edições, ao todo foram seis edições do Cachoeira Rock Fest. Foi muito legal!

LAG: O que aconteceu para que houvesse um hiato nos eventos do Metal no Vale e o que os motivou a voltar?

Paulo: Em 2015 a Metal no Vale iria realizar a sétima edição do festival, já estava tudo pronto, mas uma semana antes a prefeitura embargou o festival dizendo que eu tinha que providenciar várias coisas, que não haviam sido exigidas de mim antes.

E essas providências eu não conseguiria fazer acontecer em uma semana, então tive que cancelar o Festival, que se tornou prejuízo, afinal eu havia investido o dinheiro dos patrocinadores com a divulgação, bem como já havia feito os pagamentos de vans para bandas antecipado, enfim se tornou um prejuízo e um desânimo total.

LAG: Estamos em 2020, um ano atípico para tudo que se chama arte e por conta da pandemia, vários eventos foram extintos ou cancelados. Em que momento você viu a possibilidade de fazer algo relevante através da alternativa on-line para o festival?

Paulo: O Rock está na alma da gente. Este ano, vendo a cena do Vale parada e alguns festivais on-line acontecendo e as bandas participando de poucos festivais e como não existia um festival on-line no Vale do Paraíba, conversei com o André Rod da banda Attômica e ele topou ser o headliner do nosso festival e assim, consecutivamente mais bandas toparam participar. Vai ser bem bacana! Serão dezesseis! Treze delas do Vale e mais três participações especiais. O Festival vai estrear agora, no dia 22 de setembro no canal do YouTube da Metal no Vale.


LAG: Como surgiu a parceria com a Naimi Stephanie da Banda Brightstorm?

Paulo: A banda da Naimi Stephanie já estava confirmada para o Metal no Vale Festival Online e eu estava procurando uma figura feminina para apresentar o festival comigo, digamos que para dar aquele brilho a mais, e eu assistindo os vídeos das bandas que já estão confirmadas, vi a Naimi se apresentando com a Brightstorm e me veio a ideia de convidá-la para apresentar o festival comigo. O bacana foi que ela topou na hora, ela adorou o convite e abraçou a causa e acabou se tornando uma grande parceira nesse festival. Tenho muito que agradecer a Naími. Ela é uma pessoa superbacana!

LAG: Fale um pouco de sua expectativa sobre o festival de setembro do Metal no Vale On-Line

Paulo: Minhas expectativas são as melhores possíveis, as bandas enviaram vídeos muito bacanas, muito profissionais, o pessoal está tocando muito e são grandes bandas! E daí o que esperar de um festival com grandes nomes como esses do vale do Paraíba? Um excelente festiva, é claro!

Espero que todos prestigiem o Festival que vai acontecer no dia 22 de setembro às 20 horas no canal YouTube da Metal no Vale! Contamos (virtualmente) com a presença de todos lá!

LAG: Qual sua visão sobre o futuro com relação a festivais presenciais?

Paulo: Eu acho que como a grande maioria, nós temos muita esperança que todo esse momento difícil passe o mais rápido possível e que retornem os festivais presenciais! Sei que tudo vai ser tudo um pouco diferente! Mas vai acontecer!

Inclusive a Metal no Vale já está agendando para março de 2021, o Metal no Vale Festival presencial! Já tem bandas confirmadas, mas não posso revelar os nomes ainda e se Deus quiser tudo vai estar melhor e dentro da normalidade em março!

LAG: Deixe um recado para os nossos leitores.

Paulo: Eu gostaria de convidar os leitores do Lampião a Gás para prestigiarem nosso festival no dia 22 de setembro às 20 horas no canal YouTube da Metal no Vale! Conto com todos lá prestigiando e se inscrevendo em nosso canal, para juntos fortalecermos a cena e peço que, se as pessoas puderem compartilhar com a gente, seria de grande ajuda! Quero agradecer também ao Lampião a Gás por essa oportunidade de estar aqui conversando com vocês! Muito obrigado!

Informações:

www.facebook.com/metalnovaleproducoes

www.youtube.com/channel/UCJpJW6HuUhkpKbRsaqEI4VQ

Em-mail: metalnovale2020@gmail.com


Por Claudio Tiberius


As opiniões expressas nesse site são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião de seus editores.

​© 2020 por JP Carvalho - JPGraphix para Lampião a Gás - Todos os direitos reservados.

Endereço para correspondência: Rua Sebastião Gonçalves, 41 - Imirim - São Paulo - SP - CEP: 02466-123